Chanel apresenta coleção dentro de ônibus em movimento por Paris

Do WomenŽs Wear Daily

  • Dominique Maitre/WWD

    Um dos modelos da coleção de

    Um dos modelos da coleção de

Faz anos que Karl Lagerfeld não entra num ônibus; sua vidente lhe disse que poderia acontecer um desastre. Mas o estilista fez uma exceção muito elegante há cerca de duas semanas, quando embarcou modelos em um comboio dos antigos ônibus verdes de Paris para apresentar uma chique coleção de "cruzeiro (de navio)" da Chanel.

"Vocês sabem que este não é um ônibus qualquer", ele explicou ao mostrar os tricôs modernos, vestidos de renda diáfanos, jaquetas com ombreiras militares e uma suave estampa "Coco" em tudo, desde os blusões frouxos até as saias românticas.

"É muito jovial e fácil", ele disse. "Uma mistura de sofisticação e esporte, com um jogo de proporções."

Há muito tweed, é claro, seja na forma de ternos ou peças separadas. Ele apareceu na cintura das calças sinuosas ou em remendos sobre falsos rasgões. Enquanto isso, lantejoulas foram bordadas nas saias, vestidos e coletes.

Saindo da Place de la Concorde, a frota da moda atravessou o Sena até Saint Germain, fazendo paradas ocasionais para as modelos trocarem de ônibus. Lagerfeld também trocava, fazendo comentários.

"Eu adorava andar de ônibus por Paris quando era estudante", ele disse. "Gostava de ver o panorama da cidade."

Claramente, Paris está na mente de Lagerfeld -- pelo menos como um raro ícone de estilo --, a julgar pelos bonés, vestidos decorados com silhuetas dos monumentos parisienses e berloques como miniaturas da Torre Eiffel.

Então o tom mudou para a linha tapete vermelho. Os ônibus depositaram as editoras de moda no Café de Flore, onde lhes serviram canapés, champanhe e uma linda coleção de vestidos de noite.

"Todo mundo está pedindo coisas para a noite", disse Lagerfeld sobre suas maravilhosas confecções em renda ou chiffon de seda.

Quando terminou, o estilista sentou-se para conversar com pessoas como as atrizes Anna Mouglalis e Virginie Ledoyen. "Antes faziam muitos desfiles de prêt-à-porter em cafés e restaurantes", ele disse. "Um dos meus primeiros desfiles da Chloé foi na Brasserie Lipp. É bem Paris, não é?"

Tradução de Luiz Roberto Mendes Gonçalves

UOL Cursos Online

Todos os cursos