Daslu faz liquidação e vende quase tudo com 50% de desconto

CAROLINA VASONE
UOL Moda

  • Folha Imagem

    Peças da Louis Vuitton: marca não faz liquidação e incinera roupas e bolsas que não foram vendidas

    Peças da Louis Vuitton: marca não faz liquidação e incinera roupas e bolsas que não foram vendidas

A megaloja de luxo Daslu aderiu à onda de liquidações da cidade e colocou quase todo o estoque de suas 120 marcas à venda por 50% do valor da etiqueta.

Até meados de agosto - quando chega a coleção de verão - as roupas de inverno da grife própria da Daslu (incluindo os jeans) estarão pela metade do preço. Grandes marcas importadas como Prada, Moschino e D Squared também são vendidas com desconto de 50%, afirmam as atendentes da loja, por telefone. Já outras, como a Giorgio Armani, chegam a 40% do preço original.

Nem sempre o desconto alivia o bolso do freguês que não tenha milhares de reais a desembolsar por uma peça de roupa. Na Giorgio Armani, por exemplo, um vestido longo azul marinho, inteiro bordado de cristais Swarovski, caiu de R$ 98 mil para cerca de R$ 50 mil. Modelos como o longo bege de fitas - da coleção atual - que custa em torno de R$ 10 mil, não entraram na promoção.

Poucas grifes não aderiram à liquidação. Uma delas é a Louis Vuitton, que tradicionalmente não diminui o preço de suas cobiçadas bolsas e, a cada estação, manda incinerar as peças que não foram vendidas.

A liquidação começou na última segunda (11) e continuou normalmente ontem (13), dia em que Polícia Federal e Ministério Público Federal inspecionaram a loja e prenderam, por cerca de dez horas, a principal sócia do empreendimento, Eliana Tranchesi, por suspeita de sonegação fiscal. Leia também|Operação da PF não atrapalha liqüidação |http://www1.folha.uol.com.br/fsp/dinheiro/fi1407200518.htm

UOL Cursos Online

Todos os cursos