Liquidações de inverno: no que vale investir, o que é erro e o que continua no verão

CAROLINA VASONE
UOL Moda

  • Reuters

    Vestido da coleção de inverno de Reinaldo Lourenço é tendência do verão

    Vestido da coleção de inverno de Reinaldo Lourenço é tendência do verão

De repente, quase como num passe de mágica, seu dinheiro valorizou. Você olha as vitrines, entra nas lojas, e quase todas as roupas valem a metade do preço. A ansiedade toma conta de você. Olha uma blusinha na Maria Bonita Extra, um casaco na Cori, uma calça no Alexandre Herchcovitch e seu primeiro impulso é comprar tudo, afinal, mesmo o que ainda é caro parece barato com 40%, até 50% de desconto. Muita calma nesta hora.

Liquidações são ótimas oportunidades para dar um "up grade" no seu guarda-roupa, com peças bem-acabadas, com excelentes tecidos, e que normalmente estão totalmente fora do seu orçamento. Também é o momento de olhar para o futuro: nosso inverno é ameno e as marcas confeccionam muitas roupinhas leves, para serem usadas com algo mais quente por cima. Conclusão: dá para aproveitar muita coisa no verão. Há de se pensar também no próximo inverno, afinal, roupa de frio é mais cara, temos praticamente um mês por ano para usá-las, mas quando a temperatura baixa, um bom casaco ou uma linda e quente malha de gola rolê previnem o resfriado e salvam o seu look.

Há, no entanto, muitos erros que podem acabar com toda a parte boa das liquidações e fazer você gastar mais do que gastaria se tudo estivesse 50% mais caro e ainda usar só metade do que comprou!

Para que isso não aconteça, um pouco de reflexão, bom senso e dicas pontuais fazem com que suas compras valham a pena. "Escolha apenas peças que vistam bem. Parece óbvio, mas em liquidação, as pessoas se animam e às vezes acabam comprando roupas para quando emagrecerem ou coisas do gênero", alerta a consultora de moda do UOL, Mariana Rocha. Outro lembrete que serve não só na época de baixas de preço, mas especialmente nela: "Mais do que olhar no espelho e ver se ficou bom, você tem que se sentir bem com o que veste. Há roupas que acho bonitas, que sou louco para usar, mas com as quais não me sinto bem", conta Clóvis Vieira, que é personal stylist de Fernanda Lima e já foi o responsável pelos visuais de atrizes como Alinne Moraes e Maria Luísa Mendonça.

Postas as duas importantes considerações, vamos aos fatos. Ou melhor, às roupas. A seguir, veja as principais dicas para os arremates de liquidações e, acima, confira as fotos com looks de desfiles de marcas que estão com desconto, para usar como referência.


Romantismo - Principalmente o dos anos 50, continuará em alta no verão, com seus laços, babados, saias godês e cores esmaecidas. "Rosas, lilases e o tom de pele, que foi muito usado no inverno, continuam", diz Clóvis.

Os anos 70 - Peças como batas e túnicas também seguem com força na próxima estação, diz Mariana, que atenta para a escolha dos tecidos, que não podem ser muito pesados para continuarem no cabide quando o clima esquentar.

Investimento para o próximo inverno - "Um casaco na altura do quadril dá um ar mais casual, menos arrumado que o clássico 7/8 (que também é uma boa pedida para as que fazem um estilo mais "chique")", afirma Clóvis.

Paletó mais próximo do corpo, de veludo cotelê - "As marcas apostaram num corte mais ajustado, que deve durar várias estações. Se o veludo for fininho, dá para aproveitá-lo também no verão, por cima de vestidos e blusas à noite", diz Clóvis Vieira.

Botas de cano alto - "As botas podem ser usadas também no verão, com vestidos mais leves. Outro look que deve migrar para a próxima estação é a bota por cima da calça jeans justa, com uma regatinha de malha", afirma Clóvis. O tipo do salto - baixo ou até agulha - e o formato do bico - fino ou arredondado - vão depender do seu estilo. Até as caubóis - popularizadas pela novela "América" - podem continuar no verão. Entre as cores, as clássicas como os tons de bege, de marrom e o preto são boas compras.

Sapatos de bico arredondado - "Os coloridos ainda têm fôlego e estão com preço bom", diz Mariana Rocha.

Saia godê - "Além da saia godê, a mais cigana, com um ar meio tropicália, foi feita por várias marcas em tecidos mais leves", lembra Clóvis.

Estampa floral - Tanto a de flores pequenas, mais romântica, quanto a de flores maiores e estilizadas, mais psicodélica, seguem rumo ao verão.

Brilhos - Principalmente o dourado, em sapatos, bolsas e detalhes de roupas ou mesmo numa blusa inteira, em tons acobreados ou num dourado bem clarinho, perolado, como o top de inverno desfilado pela Forum.

Amarelo - Ele veio para ficar. Compre sem medo tanto os mais fortes quanto os mais clarinhos.

Branco, beges e pele - O verão promete ser claro e com muito branco (a coleção de verão da Maria Bonita Extra e da Cavendish são dois bons exemplos). Marcas como Gisele Nasser, Raia de Goye e Triton têm vestidos brancos. O tom de pele aparece bastante nas coleções da Forum e da Zoomp.

Rosas, lilases e verde - "O rosa velho, os tons mais claros do roxo - que pegou no inverno -, como o lilás, além do verde, mesmo o militar, são cores que vão continuar", diz Clóvis.

UOL Cursos Online

Todos os cursos