Gisele Bündchen desfila inverno da Colcci inspirado na imigração

CAROLINA VASONE
Enviada especial ao Rio

  • Publius Vergilius/UOL

    Gisele de camisola no desfile da Colcci

    Gisele de camisola no desfile da Colcci

Desfile com Gisele Bündchen no Brasil é sempre desfile da Gisele Bündchen, mais do que da marca. A imprensa triplica de volume - a top há tempos já não é exclusividade do mundinho da moda mas do mundão de leitores, telespectadores e internautas que se interessam por ela - , as atenções estão concentradas no que ela vai falar, usar, comer, fazer, pouco importando se fora ou dentro da passarela.

No desfile da Colcci, que fechou o penúltimo dia do Fashion Rio na sexta (13), não foi diferente. Sala lotada de gente, o assunto era um só: Gisele.

As luzes se acenderam - na verdade, mais de quatro mil delas, em pequenas lâmpadas presas por cabos brancos, na "plantação" iluminada do cenário - e a top model apresentou o primeiro look do inverno da Colcci, um vestido preto solto, de algodão, já lembrando as camisolas usadas pelas imigrantes alemãs quando desembarcaram no Brasil, no final do século 19. "Um dia estava na casa dos meus pais e comecei a olhar umas fotos antigas. Foi quando tive a idéia do tema da coleção", conta Lila Colzani, de origem alemã, estilista da marca.

Garota-propaganda da marca, a top fez ainda mais duas entradas ao longo do desfile, todas acompanhadas de palmas e exclamações. Vindas dos mais diferentes espectadores. "Nossa, como ela é bonita!", não se conteve o segurança, que, a despeito das grandes dimensões, também era espremido pelos jornalistas e fotógrafos aglomerados no chão, por falta de lugares na sala.

Na coleção, muitos vestidos estilo camisolinha, com nervuras, flores vazadas, rendas em tecidos delicados e naturais como o algodão. Os tons mais sujos, com muito preto, branco, roxo e marinho, o último numa estampa de flores brancas bem miúdas. Os jeans, ponto forte da marca, também apareceram justos para as mulheres, mais folgados para os homens. "Talvez esse tenha sido o melhor desfile da Colcci na história da marca, que conseguiu ir além do lugar comum da camiseta estampada e da calça jeans", analisa Mariana Rocha, consultora de moda do UOL.

Para Mariana, as referências das camisolas antigas das imigrantes criaram uma boa leitura em peças contemporâneas, com ênfase nos modelos de gola alta com renda. "As peças e o styling, mais limpos, contribuíram para a compreensão do desenho das roupas", afirma a consultora. "Claro, é uma coleção comercial, como todas as da Colcci. Representa, porém, uma evolução na linguagem de moda e identidade da marca", finaliza.

Em grande estilo, o final da apresentação trouxe novamente Gisele na passarela, superbronzeada e sensual, fazendo contraste com o branco alvo do vestido cândido evasê sem manga, com golinha alta, ornado de rendas
Mais
Gisele entra de vestido preto, jeans justo e camisola na Colcci

UOL Cursos Online

Todos os cursos