Casa de Criadores começa nesta quarta. Leia entrevista com o idealizador do evento

CAROLINA VASONE
Editora de UOL Estilo

  • Divulgação

    Ronaldo Fraga desfila na 8ª Casa de Criadores; edição que começa neste 2/5 marca 10 anos de evento

    Ronaldo Fraga desfila na 8ª Casa de Criadores; edição que começa neste 2/5 marca 10 anos de evento

Marcelo Sommer, Ronaldo Fraga, Jum Nakao, Cavalera. Karlla Girotto, André Lima, Lorenzo Merlino, Fabia Bercsek, Giselle Nasser. V.Rom, Mário Queiroz, Marcelo Quadros, Priscila Darolt. Samuel Cirnansck, Theodora, Juliana Jabour, Mareu Nitschke. Conhece estes nomes? Ou pelo menos boa parte deles, em desfiles do São Paulo Fashion Week, em fotos de editoriais de moda das revistas? Pois todos começaram suas carreiras - ou quase - nas passarelas itinerantes da Casa de Criadores.

Ao completar dez anos, o evento que deu visibilidade ao talento de jovens estilistas como, na época, Marcelo Sommer (que participou da primeira edição), nasceu sem grandes pretensões, e, ao completar uma década em maio deste ano, traz o saldo de mais de uma dezena de marcas hoje inseridas no mercado fashion. "Você não sabe o que é um estilista bater na sua porta com uma sacola e duas ou três peças de roupa dentro, e dois, três anos depois, você já vê-lo no São Paulo Fashion Week. É algo que realmente me deixa orgulhoso. É muito bacana saber que o evento transformou a vida de alguém", diz André Hidalgo, criador da empreitada, em entrevista ao UOL.

Nas edições de Inverno 2007 - que começa nesta quarta no Shopping Frei Caneca (SP) - e Verão 2007/08, a Casa de Criadores traz desfiles retrospectivos de dois de seus ex-participantes ilustres: André Lima, que abre os desfiles neste dia 2/5, e Karlla Girotto, que se apresenta na próxima temporada.

Ao atual line-up (veja a programação aqui), se juntam três estréias: as marcas Attention Deaf Disorder (ADD) e A.nimal S.treet H. e a estilista espanhola radicada no Brasil Ianire Soraluze, que faz parte da mostra coletiva do Projeto Lab (os mais novos entre os já novos estilistas).

A seguir, confira trechos da entrevista com André Hidalgo, em que ele cita grandes momentos da Casa de Criadores, fala da relação do mercado com os jovens estilistas e comenta a escolha de André Lima e Karlla Girotto como homenageados.

UOL Estilo - Cite alguns dos que você considera grandes momentos destes dez anos de Casa de Criadores.

André Hidalgo - O desfile do Icarius (hoje estilista da Diesel e radicado em Milão) até hoje me emociona. A mãe dele estava com câncer e ele fez uma coleção toda hospitalar, foi lindo. A primeira edição (em maio de 1997) foi marcante como um todo. O primeiro desfile do Sommer foi muito divertido, ele fez um casting de amigos, com o (chef de cozinha) Alex Atala desfilando, vários fotógrafos, a (modelo, cantora e musa de Herchcovitch) Geanine Marques. Teve ainda a Gisele Bündchen, desfilando para o estilista Jesiel Moraes, quando ela ainda era uma new face. É muito engraçado assistir ao vídeo; a Gisele passa e ninguém nem "tchum".

UOL Estilo - Na sua opinião, como está o mercado para os jovens estilistas atualmente?

André Hidalgo - Hoje em dia o trabalho dos jovens estilistas é mais valorizado, em termos de consumo mesmo. Pelo menos nas grandes capitais, as pessoas querem o novo, querem o diferente. A moda também foi amadurecendo ao longo dos anos. Antes ser underground era ser "louquinho". Hoje todos criadores sabem que têm que colocar algo que seja palatável, e que principalmente desperte o desejo de uso, de consumo.

UOL Estilo - Com o fim do Amni Hot Spot (em outubro do ano passado), a Casa de Criadores voltou a ser o único evento de jovens estilistas. Aumentou o número de marcas interessadas em desfilar?

André Hidalgo - Não dos estilistas que participavam do Amni Hot Spot, mas de estilistas novos, sim. Nesta edição a gente recebeu uns 60 trabalhos. Normalmente recebemos uma média de 30, 40. Sem contar as pessoas que mandam e-mail.

UOl Estilo - Você não pensou em convidar alguém que era do Hot Spot para desfilar na Casa de Criadores?

André Hidalgo - Ainda não procurei ninguém nem ninguém me procurou. Mas estou superaberto. Tem vários nomes ali que adoro, como a Depeyre e a Amapô.

UOL Estilo - O que é preciso para conseguir desfilar na Casa de Criadores?

André Hidalgo - Primeiro, talento, que é o mais difícil. Não olho um trabalho pensando se é comercial, se vai durar só duas coleções. Não faço este tipo de julgamento, até mesmo porque várias vezes já errei. Mas talento você percebe, não importa se é comercial, se é streetwear, se é moda praia. Isso (o talento) você reconhece até com um trabalho com o qual você não se identifica pessoalmente. Frescor de imagem, a maneira como o estilista se porta diante do mercado - não precisa ser arrogante, mas também não precisa ser humilde demais - também são levados em conta.

UOL Estilo - Quem são, hoje, os grandes destaques da Casa de Criadores?

André Hidalgo - Eu aposto no trabalho de todos eles quando faço a seleção, por isso é difícil falar. Há os nomes que se destacam mais na mídia, como o Walério Araújo, as Gêmeas. O Gustavo Silvestre esta amadurecendo a cada edição. Há também o Mosche, que é superirreverente.

UOL Estilo - Quais são os ex-participantes da Casa de Criadores que deixam saudades?

André Hidalgo - Todos os da primeira edição, porque a gente tinha um caráter muito de cooperativa, de união (line-up da primeira edição: Marcelo Sommer, Lorenzo Merlino, Jeziel Moraeis, Marcelo Toledo, Elisa Stecca e Annelise de Salles). A Rita Wainer é uma paixão minha. Dela lembro de todos os desfiles, de todas as entradas (Rita Wainer, dona da marca Theodora, participou de três edições do evento). O Icarius também deixa saudades, assim como a Karlla Girotto, que é um dos nomes mais incríveis que a gente já lançou.

UOL Estilo - Como foi a escolha de André Lima e Karlla Girotto como estilistas homenageados nos dez anos da Casa de Criadores?

André Hidalgo - A gente achou que eram duas personalidades que representavam muito bem todas as outras. A Karlla todos os criadores conceituais, a moda intelectual, engajada. O André, a paixão total; está na cara que ele faz moda com paixão.

UOL Cursos Online

Todos os cursos