Paris inaugura exposição "Christian Lacroix - Histórias de Moda"

da Ansa, em Paris

  • Reuters

    O estilista Christian Lacroix posa ao lado de uma de suas criações, que integram a exposição

    O estilista Christian Lacroix posa ao lado de uma de suas criações, que integram a exposição

Christian Lacroix ainda festeja o vigésimo aniversário de sua grife. Nesta quarta (7) ele voltou a lembrar a data inaugurando uma mostra no Museu de Artes Decorativas de Paris, em uma ala do palácio do Louvre, que representa não apenas uma retrospectiva de sua carreira, mas também uma leitura pessoal da história da moda.

"Não queria uma retrospectiva banal, teria sido vulgar", afirmou o estilista. "Queria demonstrar que o meu trabalho é baseado na riqueza de museus como este", disse, sobre a mostra intitulada "Christian Lacroix - Histórias de Moda".

"Observei e fotografei milhares de peças, aquelas que mais me inspiravam, e escolhi cerca de 400 delas, algumas que nunca tinham sido mostradas antes. Era o meu modo de contar o melhor possível a história da moda, assim como faria o responsável por um museu, o que eu queria ser quando era criança", acrescentou.

Lacroix obteve para isso carta branca do museu parisiense para passear pelo acervo, com cerca de 80 mil peças, das quais selecionou cerca de 400 vestimentas, conjunto ao qual acrescentou cerca de 80 criações suas.

Assim, vieram à tona vestidos luxuosos do século XIX, uma criação de Jean Dubuffet de 1975, um preto e branco de Yamamoto da coleção 2003-2004 e um modelo assinado por Claudine Esterel, como aquele que Brigitte Bardot vestiu no casamento de Jacques Charrier.

À coleção de famosos se juntam as criações anônimas e as peças de Lacroix, que vestirão manequins desenhados pelo próprio estilista especialmente para a ocasião. (ANSA)

UOL Cursos Online

Todos os cursos