Huis Clos apresenta coleção com pretos, cinzas, listras e inspiração em Sarah Moon

FERNANDA SCHIMIDT
Do prédio da Bienal

  • Alexandre Schneider/UOL

    Desfile de Huis Clos com pretos, cinzas e listras

    Desfile de Huis Clos com pretos, cinzas e listras

A grife Huis Clos mostrou seu Inverno 2008 focado nos pretos e cinzas em desfile poético apresentado nesta sexta-feira (18), no prédio da Bienal, no Parque do Ibirapuera.

A estilista Sara Kawasaki, que já trabalhava com Clô Orozco mas assina sua primeira coleção à frente da grife (Clô Orozco afastou-se da criação para concentrar-se na direção geral), partiu do trabalho da fotógrafa francesa Sarah Moon, mais conhecida por campanhas para a Cacharel.

A imagem em preto e branco, com nuances de penumbra e mistério, foi transportada para a passarela em looks que priorizaram os tons de preto e cinza, utilizados em diferentes padronagens de lãs.

Os volumes vêm mais soltos, com cinturas altas e calças curtas, vestidos amplos e macacões longe do corpo.

O ar poético e misterioso do trabalho de Sarah aparecia desde a trilha sonora, calma com algumas quebras de violinos, até o andar das modelos, que paravam ao longo do percurso até o pit dos fotógrafos e desenhavam caminhos pela passarela, em um lento zigue-zague quadriculado.

As formas geométricas apareceram em algumas estampas, que lembravam cubos em 3D, como a última peça da coleção desfilada pela top Daiane Conterato, em prata, cinza e branco.

Sapatos de aspecto masculino e chapéus completavam todos os looks.

UOL Cursos Online

Todos os cursos