"Era cafona pra burro, mas tenho saudade dessa época", diz Alexandre Pires sobre seu visual antigo

DANIELA SALÚ
Da redação

  • Folha Imagem

    O cantor Alexandre Pires, em desfile do estilista Ricardo Almeida, em 2000

    O cantor Alexandre Pires, em desfile do estilista Ricardo Almeida, em 2000

Na década de 90 o grupo de pagode Só Pra Contrariar era um fenômeno de vendas em todo o Brasil. Seus integrantes usavam roupas de cores fortes, em combinações nada discretas de blazers, camisas e coletes, bigodinhos finos e cabelos encaracolados compridos no alto e raspados nas laterais. O look que hoje parece assustador fazia sucesso com os fãs na época. O líder do grupo, Alexandre Pires, que iniciou uma carreira solo em 2001, adotou cada vez mais uma estética sóbria e discreta.

Durante uma visita ao UOL, onde participou de um bate-papo com os internautas sobre seu novo trabalho, "Em Casa", Alexandre Pires falou com o UOL Estilo sobre as transformações em seu visual. "Eu até tentei deixar o cabelo crescer novamente, mas raspado é muito mais prático. Você veste a roupa e já está pronto. Cabelo de negão é um trabalho extra!", brincou ao responder a um fã sobre o motivo pelo qual não mudava seu corte.

UOL Estilo: Seu estilo foi mudando ao longo do tempo. Como aconteceu essa transformação?
Alexandre Pires: Foi com ajuda da galera que faz moda. A nossa preocupação com o visual, na época, acabou surgindo um pouco tarde. As pessoas que nos orientaram foram o Amaury Borghetti, a Fabiana Kherlakian e o Ricardo Almeida.

UOL Estilo: Você acha que a mudança no visual interferiu no modo como a sua carreria se desenvolveu?
Alexandre Pires: Com certeza, e interferiu também na vontade de querer aprender um pouco mais. Acho que o artista também é a imagem, além do talento. Essa foi uma mudança profissional, aconteceu da maneira mais natural possível, ninguém impôs nada. No SPC cada um tinha o seu gosto, mas ao mesmo tempo, procurávamos unificar o visual do grupo.

UOL Estilo: Você se considera um homem interessado em moda?
Alexandre Pires: Hoje nem tanto, acho que já fui mais. A música tomou muito o meu tempo, principalmente depois que eu comecei a viajar, mas sempre que estou zapeando e passa um desfile eu paro para ver. Gosto de ir nas lojas, mexer nas araras e experimentar roupas.

UOL Estilo: Como são seus cuidados de beleza?
Alexandre Pires: Eu parei um pouco com os exercícios, há cerca de um ano não faço academia, mas devo voltar depois do Carnaval. Meu biótipo é bem magrinho, jogo bola, mas quero voltar a correr, que é algo que eu gosto muito. Estou com 1,74m e 73 quilos. A pele negra é mais complicada, tem tendência a manchas, então uso um sabonete e um hidratante específicos para o rosto porque é tenho pele oleosa. Engraçado que muita gente perguntou se eu tinha feito plástica. Acho que ficou parecendo que a minha pele estava mais esticada porque antes eu usava cabelo grande, daí raspei o cabelo e ganhei uns 8, 10 quilos, mas não fiz nada!

UOL Estilo: Quais são seus estilistas favoritos nacionais e internacionais?
Alexandre Pires: O Fause Haten e o Roberto Cavalli, além do Ricardo Almeida, sempre. Gosto muito dele, não só porque ele consegue fazer cortes simples e impecáveis, mas também por ser uma pessoa maravilhosa.

UOL Estilo: UOL Estilo: Cite um homem e uma mulher que você considera elegantes?
Alexandre Pires: (Pensa bastante antes de responder) A Sílvia Pfeifer e o Wilson Simonal. Ele sempre foi muito elegante, e para a época, demonstrava muita atitude.

UOL Estilo: Você acha que era cafona ou seu visual fazia parte da história?
Alexandre Pires: Acho que fez parte de uma história, mas era cafona para burro (risos)! Eu tenho muita saudade dessa época, especialmente quando aparece algum fã com material antigo para autografar. Guardo todas as roupas com muito carinho desde o primeiro show. É uma lembrança muito boa, fazia parte de um momento e nos gostávamos daquele jeito. A gente achava que abafava, e hoje é muito legal ver como era tudo aquilo.

UOL Estilo: UOL Estilo: E como você define o seu estilo agora?
Alexandre Pires: Livre leve e solto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos