Sem Lagerfeld, Chanel desfila "Cruise Collection" na Daslu

CAROLINA VASONE
Editora de UOL Estilo

  • Folha Imagem

    Desfile da Chanel na Daslu foi o mesmo apresentado na Califórnia, no final do ano passado

    Desfile da Chanel na Daslu foi o mesmo apresentado na Califórnia, no final do ano passado

As bolsas de matelassê clássicas da Chanel, penduradas nos ombros por alças de metal, desfilavam aos montes pelo salão que dava para o terraço da Daslu, no topo do edifício. Ali, como nos desfiles de moda internacional, as convidadas da multimarca de luxo mostravam que queriam fazer parte do universo da maison francesa, uma das grifes mais famosas do mundo e dona do corner que é visto logo à entrada do grande prédio neo-clássico.

Anunciado há cerca de dois anos por Karl Lagerfeld para o UOL, o primeiro desfile da Chanel no Brasil aconteceu então na noite da última quinta (14), em São Paulo, na sede da Daslu. À frente da direção criativa da grife desde o início dos anos 80 e com talento semelhante ao da fundadora da maison para exercer fascínio em torno de sua imagem, a grande vedete criativa da moda mundial contemporânea, no entanto, não compareceu à apresentação, deixando as modelos entrarem, formando a massa da "garotas Chanel" ao final do desfile, sem seu grande mestre entre elas, guiando o time chique, cool e moderno da grife, como tradicionalmente - e de forma sempre impactante - acontece nos desfiles da Chanel em Paris. Na falta do alemão, a baiana Ivete Sangalo, sentada na primeira fila, era a grande atração célebre do desfile.

A ausência do "kaiser" da moda (como é também chamado) era esperada. "Já sabíamos que ele não vinha, por conta dos problemas com o seguro da Chanel", dizia Donata Meirelles, diretora internacional da Daslu, relembrando a questão do seguro pessoal do estilista, condição para que ele viesse ao Brasil.

Mesmo de longe, no entanto, Lagerfeld mandou instruções. "Foi dele a orientação de escolher 'new faces'", lembrava Eliana Tranchesi, dona da Daslu, sobre as modelos que desfilaram no show dirigido por Carlos Pazetto (este, indicação de Tranchesi e Donata). A beleza - com delineador azul e cabelos soltos virados para fora, fazendo referência ao glamour vintage das aeromoças -, assim como a trilha sonora, eram os mesmos do desfile realizado no aeroporto de Santa Mônica, na Califórnia, no final do ano passado.

Sobre um cenário branco de pista de decolagem de avião, reproduzindo a idéia do hangar do show original, as modelos novatas, entre elas participantes do programa Brazil's Next Top Model (do qual Pazzeto foi um dos jurados), desfilaram a Cruise Collection da Chanel, com peças mais despojadas em relação à coleção do prêt-à-porter. Para Eliana, as peças se adequam mais ao estilo brasileiro, tanto que afirma ter comprado 80% da coleção para ser vendida à sua clientela. Com alguns itens já disponíveis desde janeiro na megaloja, as brasileiras já compraram o suficiente para eleger o hit da coleção: a bolsa de matelassê na versão rosa salmão.

UOL Cursos Online

Todos os cursos