Associação italiana cria carteirinha para modelos

Da Ansa, em Milão

Já estão em uso na Itália as "carteiras da moda", documentos de registro para modelos com a finalidade de marcar formalmente a profissão e garantir a integridade dos profissionais da moda, além de algumas vantagens aos cadastrados. A iniciativa, criada pela Assem (associação do setor que reúne diversas agências de modelos), não é vinculante ou obrigatória, mas recebe grande apoio da Prefeitura de Milão.

"Os modelos não são esqueletos nem cabides que só servem para mostrar as roupas, e sim pessoas que devem ser respeitadas como tais", destacou a assessora de produção Tiziana Maiolo, que participou da apresentação da iniciativa.

A carteira, que na verdade parece mais um álbum e trata-se sobretudo de um trabalho de promoção, trará informações sobre o dia-a-dia da profissão e seus problemas, estimulando comportamentos considerados corretos nos campos da saúde, do trabalho e da ética. O público-alvo são todos os profissionais das passarelas, mas em particular aqueles garotos e garotas menores de idade, para os quais se prevê uma tutela maior.

Segundo informações dos organizadores, formulários para o cadastro no projeto serão deixados em cada uma das agências associadas à Assem. Os documentos serão anuais e terão a impressão digital dos profissionais. Uma das vantagens dos cadastrados será a asseguração contra acidentes e doenças relacionadas ao trabalho na moda.

UOL Cursos Online

Todos os cursos