Ligados em música, fashionistas falam das melhores trilhas sonoras deste SPFW

FERNANDA SCHIMIDT
Do prédio da Bienal

  • Ana Ottoni/UOL

    DJ Hisato participa de ensaio do desfile da estilista Erika Ikezili no último dia de SPFW

    DJ Hisato participa de ensaio do desfile da estilista Erika Ikezili no último dia de SPFW

O sucesso de um desfile não depende apenas de um bom trabalho de estilistas e stylists para compor uma coleção interessante. Ele requer ritmo, clima e timing. E aí entra a trilha sonora, ponto essencial no andamento da apresentação.

"Para uma boa trilha sonora, tem de se pensar na história da roupa, seja ajudando a contar a coleção ou criando um clima", explica Vivian Whiteman, repórter de Moda da Folha de S. Paulo. "Uma trilha ruim prejudica o desfile, até o passo da modelo", diz. A jornalista, feliz cantora de karaokê e fã de folk, apontou Dorival Caymmi, no desfile da Maria Bonita, e Of Montreal, no masculino de Alexandre Herchcovitch como seus favoritos.

Carol Nogueira, fotógrafa do site RG Vogue, concorda com a relevância de uma trilha bem escolhida. "É superimportante. Se a música te deixa irritada, você não consegue nem se concentrar", afirma ela, que faz vezes de DJ pelas noites paulistanas com o trio Woman and Woman and Woman. Sua parceira de CDJs Rosana Rossini alerta ainda para as trilhas que se sobrepõem ao desfile e sua evolução. "A passagem de uma música para outra tem que ser sutil", diz. Para elas, o desfile da Maria Garcia, todo composto por Lou Reed, foi o principal destaque.

Já o repórter do site Chic Jorge Wakabara, que também faz parte da banda Os Princesa, elegeu a trilha de Simone Nunes como a melhor entre os desfiles desta temporada para o Verão 2009. "Era Talking Heads, que eu adoro. Fiquei meio dançandinho", conta ele. Esta familiaridade do público com a música, segundo Rosana, é algo positivo, seja a faixa mais popular ou obscura. "As pessoas sempre voltam para a sala de imprensa e ficam comentando o que tocou", finaliza.

UOL Cursos Online

Todos os cursos