Seita poligâmica lança linha de moda infantil

Da Ansa, em Washington

As mulheres da seita poligâmica mórmon da Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (FLDS) de Eldorado, no Texas, lançaram uma linha de moda assinada por elas.

O grupo religioso já tinha sido notícia quando uma investigação sobre supostos abusos sexuais de menores levou as autoridades a afastar as crianças das mães que pertencem a seita.

A aproximação com o mundo da moda aconteceu por acaso. Os vestidos, de algodão, já eram produzidos há muito tempo por elas, para uso pessoal. As autoridades do Texas, então, pediram para as mulheres da seita que produzissem roupas para as 468 crianças e jovens que foram afastados dos ranchos e levados para estruturas do Estado.

Mas quando as acusações de abusos sexuais foram retiradas e os menores voltaram para casa, as mães continuaram a produzir as roupas, que lembram vestimentas do século XIX, e começaram a vendê-las na internet, lançando uma linha de moda feita à mão: vestidos austeros, camisas modestas e macacões tipo jardineira (ou salopetes) que seduziram todo o país.

Encorajadas pelo interesse de muitos norte-americanos, as mulheres da seita criaram o site fldsdress.com, que vende roupas que "refletem o gosto dos seguidores da FLDS pela modéstia e elegância" e são feitos "com alegria e atenção". Os vestidos são longos, com cores escuras e cobrem até o pescoço.

"Estamos provocando uma onda de interesse", revela Maggie Jessop, da FLDS, para o jornal The Salt Lake Tribune. A linha é destinada às crianças, dos recém-nascidos aos adolescentes. Entretanto, os adultos também podem encomendar roupas sob medida. As mulheres da seita também planejam disponibilizar em breve no site canções e receitas de cozinha.

UOL Cursos Online

Todos os cursos