Defensores dos animais protestam por Armani desenhar roupa para toureiro

Da Ansa, em Milão

  • EFE

    O toureiro Cayetano Rivera Ordoñez e Roberta Armani, sobrinha do estilista, e os esboços do traje

    O toureiro Cayetano Rivera Ordoñez e Roberta Armani, sobrinha do estilista, e os esboços do traje

Os ativistas da associação defensora dos animais, 100% animalisti, iniciaram uma série de protestos contra o estilista italiano Giorgio Armani, "culpado" por desenhar um traje para o toureiro espanhol Cayetano Rivera Ordoñez em ocasião da tourada Goyesca de Ronda, no dia 6 de setembro, em Málaga.

A associação afirmou, em um comunicado, ter afixado três manifestos de protesto na noite passada na fachada da megastore Emporio Armani na via Manzoni, em Milão. No entanto, hoje de manhã, não havia sinal desses cartazes.

"Essa ação do estilista é algo desprezível, se levarmos em conta a propaganda contra o abandono de animais que está no ar, em que Armani declara o seu amor aos animais", disseram os ativistas.

"Essa contradição não pode ser tolerada, assim como não podem mais ser toleradas essas associações supostamente defensoras dos animais que colocam como prioridade a sua própria imagem em detrimento da sua causa", concluíram.

UOL Cursos Online

Todos os cursos