De bonecas à alta sociedade, trajetória do estilista André Lima é contada em novo livro

FERNANDA SCHIMIDT
Da Redação

  • Nino Andrés/Divulgação

    O estilista André Lima

    O estilista André Lima

"André Lima" conta a curiosa infância de um menino que gostava de vestidos e o desenvolvimento de seu talento e trabalho até atingir uma carreira bem sucedida como estilista.

Leia as resenhas dos livros do segundo volume, com curiosidades sobre:
Clô Orozco
Lenny Niemeyer
Marcelo Sommer
Reinaldo Lourenço


O livro integra a coleção "Moda Brasileira" (Ed. Cosac Naif, 2008), que reúne biografias de dez dos principais designers do país, e detalha o contato de André Lima com a criação de roupas, que começou logo aos 6 anos de idade, provocando burburinho familiar, na grande casa em que morava em Belém (PA), passou pelo epicentro da cultura alternativa em São Paulo na década de 90 - o Mercado Mundo Mix -, ganhou a alta sociedade brasileira, vendendo em lojas como a Daslu, e chegou, com a sua característica profusão de cores e volumes, à principal semana de moda nacional.

Ao longo da obra, é André quem tem a palavra, dando depoimentos de sua vida, contando casos, explicando seus conceitos. O autor, Eduardo Logullo, coloca-se no papel de diretor desta biografia, organizando a linha temporal e temática da trajetória do estilista e se apropriando da primeira pessoa para relatar suas impressões após entrevistas e encontros com seu objeto de estudo. Para finalizar, é apresentada uma retrospectiva das coleções desfiladas por André Lima, seguida de uma cronologia.

Cinco curiosidades sobre André Lima:

- André Lima criou seu primeira "moulage" (quando a roupa é feita diretamente no corpo do manequim) aos seis anos de idade, ao trocar a roupa de uma boneca de sua irmã por um pano amarrado. Para completar a produção, cortou o longo cabelo sintético, num estilo "quase chanel"

- O ateliê do estilista é repleto de ícones: a atriz alemã Marlene Dietrich, o travesti paraense Marleni Dietrich, fotos de Marisa Alvarez Lima, Maria Bethânia (sua grande inspiração), Valentino, grafismos e mais

- Em 1986, André foi o primeiro colocado no vestibular de arquitetura da Universidade Federal do Pará. Ele largou a faculdade três anos depois, para se dedicar à moda

- A sua primeira estampa exclusiva foi confeccionada em 2000, com desenhos vermelhos de cavalos sobre tecido branco

- Com bom humor e ironia, o estilista transformou as críticas negativas ao seu trabalho em letra de música. "Baile de Peruas" foi criada em parceria com a dupla NoPorn e o DJ Zé Pedro, em 2003

UOL Cursos Online

Todos os cursos