Estilistas famosos julgam coleções de estudantes de moda da Faap

CAROLINA VASONE
Editora de UOL Estilo

  • Carolina Vasone/UOL

    A coleção da formanda Natasha Bernardo ganhou o primeiro lugar do prêmio Faap - Moda

    A coleção da formanda Natasha Bernardo ganhou o primeiro lugar do prêmio Faap - Moda

Vinhetas de bom gosto e sofisticadas, "timing" sem tropeços entre o início de um desfile e outro, cenário assinado pelo premiado José Antonio Marton (da Marton+Marton), platéia recheada de personalidades da moda como Costanza Pascolato, Paulo Borges, Clo Orozco, Reinaldo Lourenço e Gloria Coelho. Com capricho de uma semana de moda de jovens estilistas, o Faap-Moda apresentou as seis melhores coleções da turma de formandos de estilismo da faculdade, em 2008.

Na quinta edição, o prêmio teve entre o júri o time fashion acima citado, com a responsabilidade de eleger o primeiro, o segundo e o terceiro lugar entre as concorrentes, neste ano todas mulheres: Gabriela Fernandes, Tatiana Volpe, Annelise Silva, Patricia Juliani, Natasha Bernardo e Raquel Vitti Lino.

As minicoleções de seis looks foram patrocinadas pela faculdade, o que proporcionou às estilistas, em início de carreira, o uso de materiais com mais qualidade. Os sapatos foram cedidos pela Arezzo e a maquiagem assinada pela M.A.C.

As propostas das coleções, bem diferentes umas das outras, foram analisadas pelos jurados levando em conta a criatividade, a adequação ao tema e a cartela de cores. As vencedoras ganharam máquinas de costura Singer, notebooks e um relógio Moschino (o último só para a primeira colocada).

A vencedora do prêmio foi Natasha Bernardo, que usou como referência mais evidente a mitologia grega, em túnicas e vestidos românticos, etéreos, suaves. A estilista se destacou pela qualidade do trabalho artesanal e dos acabamentos em detalhes de pregueados aplicados na gola, dos frufrus que criavam texturas como na blusa amarelo claro de um ombro só, usada com uma calcinha, dando efeito de body ao look. A modelagem e o bom caimento dos tecidos também contribuíram para a vitória em relação às outras coleções.

O segundo lugar ficou com Gabriela Fernandes, que apostou também no romantismo, mas inspirado na infância, nas valsinhas e na música de Chico Buarque "João e Maria". Os looks tomara-que-caia não tinham muitas experimentações de modelagem, com foco nos destalhes artesanais da rendas e babados.

No terceiro lugar, Patricia Juliani usou o "imaginário cultural popular das crenças religiosas" como referência para sua coleção. O resultado é étnico e delicado, com looks em tons de marrom e peças com texturas que criam bom efeito, em vestidos curtos, com volume na saia, usados com bonitos panos amarrados na cabeça como turbantes.

UOL Cursos Online

Todos os cursos