Casa de Criadores termina com premiação e metamorfose de rock com Walério Araújo

CAROLINA VASONE
Editora de UOL Estilo

Na noite de encerramento da Casa de Criadores para o inverno 2009, os mais jovens e o mais veterano da programação do evento mereceram os aplausos mais acalorados. Os primeiros são os estilistas recém-saídos da faculdade Ivano de Paula, Talita Pinzan, Mariana Carbonell e Karin Feller. Eles abriram os desfiles da última quarta (10), em apresentação de minicoleções dentro do Projeto Zero. Organizada pela Casa de Criadores, pelo Mercado Mundo Mix e pela ABIT, a iniciativa deu suporte e orientação para que cada designer criasse sua coleção. Deu resultado, principalmente em comparação ao projeto LAB também da Casa de Criadores e não tão bem-sucedido.

FOTOS: Clique para ver os desfiles do Ponto Zero, Gustavo Silvestre, Prints I Like, ADD, Weider Silveiro e Walério Araújo
VÍDEOS: Assista aos desfiles da Casa de Criadores
Saiba como foram o segundo e o primeiro dia de desfiles na Casa de Criadores

Alexandre Schneider/UOL

Alexandre Schneider/UOL

Walério Araújo encerrou esta edição da Casa de Criadores com desfile inspirado em bandas e roqueiros, como Axl Rose

Aluna da faculdade Santa Marcelina, Karin Feller ganhou o grande prêmio da noite: entrará no lineup da próxima edição da Casa e venderá suas roupas no próximo Mercado Mundo Mix em Portugal. Karin resolveu trabalhar com malharia e dar um outro aspecto ao material, abusando de formas com muitos volumes e camadas. Em alguns momentos, porém, sua mulher oscilava entre não saber se apostava numa pegada urbana ou num espírito singelo e artesanal.

Além da ganhadora, outros jovens estilistas mostraram boas coleções, caso de Ivano de Paulo, que se inspirou em figuras da moda que iam de Clodovil a Karl Lagerfeld para criar seu inverno mais ajustado ao corpo, forte, sem muitas invenções mas com bom efeito em calças de couro, estampas em xadrez e brilhos localizados. Mariana Carbonell conseguiu resultado interessante com seus drapeados em organza de seda sobre shantung de seda, nos vestidos com camadas de pedaços retangulares de tecido dobrado, formando camadas de babados geométricos. Bem-acabados também os vestidos cinzas com tecido de alfaiataria, embora fossem desnecessárias as pontas que saíam deles para dar mais conceito à coleção.

Alexandre Schneider/UOL

Alexandre Schneider/UOL

A jovem estilista Karin Feller foi a vencedora do concurso Ponto Zero, com coleção focada na malharia

Com direito a trilha sonora ao vivo, embalada por Goobie (uma espécie de MC), um travesti fazendo as vezes de modelo, alternando a vez na passarela com a top Viviane Orth (exclusiva para o desfile), o estilista Walério Araújo promoveu seu show habitual, garantia de animação fashionista. Inspirado pela época medieval e pelo rock de bandas que ele gosta (embora tenha admitido que não conhece muito o gênero, mas gosta da atitude), Walério abriu seu inverno 2009 com pérolas, muitas delas, compondo vestidos inteiros, formando uma malha de bolinhas por cima de uma base de tecido. Nas costas, amaração de corselet, aberta, mostrando a pele. Na primeira fase do desfile, um tecido plastificado lembrando um vinil bem fino, em preto, foi usado para compor os looks com pérolas. O grande momento da apresentação, porém, foi a da metamorfose do rock para se encaixar no universo glamouroso, quase debochado, sexy e com referências aos grandes desfiles de alta-costura de Walério Araújo.

Em estampas digitais, a cara de Kurt Cobain (Nirvana) aparecia numa cartola. Axel Rose (Guns'n'Roses) cantando coloriu um vestido tomara-que-caia com laterais com franjas de pérolas descendo por todo o modelo. Impagável. A banda AC/DC também apareceu entre peças como macacões, vestidos e calças. No final, uma retomada do tom pérola com preto em vestidos de saias armadas e pérolas sobre fundo de renda.

Nesta quarta (10) desfilaram ainda Weider Silveiro, ADD, Gustavo Silvestre e Prints I Like.



UOL Cursos Online

Todos os cursos