Fábrica da Zoomp é lacrada pela Justiça

Da Redação

A fábrica da Zoomp, em Barueri, região metropolitana de São Paulo, foi lacrada pela Justiça nesta segunda-feira (9).

FOTOS: Veja o último desfile da Zoomp no SPFW, para o Inverno 2008

Folha Imagem

Folha Imagem

Calças da Zoomp, famosas pelo logo de raio, são vendidas em bazar realizado em São Paulo, no segundo semestre de 2008



Segundo uma funcionária da empresa, um representante do setor de Recurso Humanos dirigiu-se aos empregados com a notícia. "Ele disse que havia um oficial de Justiça lá embaixo e que teríamos de deixar o prédio em uma hora, porque ele estava sendo lacrado", contou ao UOL Estilo.

A Zoomp passa por uma grave crise financeira, que foi agravada com a venda da marca para a holding I'M, em julho de 2006, em meio a promessas de injeção de meio bilhão de dólares e formação de um novo conglomerado, com grifes como Alexandre Herchcovitch e Fause Haten - ambas já se desligaram do grupo.

Em entrevista para a revista "Veja" em novembro passado, o estilista Renato Kherlakian, criador da Zoomp, afirmava: "A marca, como era antes, morreu. O número de funcionários caiu de 800, em 2006, para cerca de 100. Avalio que tenha perdido 70% em faturamento e 98% em prestígio. Eu apostei errado. Vendi a Zoomp porque ela estava altamente endividada e queria encontrar uma forma de eternizá-la".

Com o aumento das dívidas sob gestão da nova holding, a Zoomp deixou o calendário de desfiles do Sâo Paulo Fashion Week, após a temporada Inverno 2008, e deu início ao fechamento de lojas em pontos importantes, como os shoppings Iguatemi e Morumbi, em São Paulo, e BH, na capital mineira.

Não há previsão para retomada das atividades na fábrica, de acordo com as informações passadas aos funcionários.

UOL Cursos Online

Todos os cursos