Cabelos

Depois de criar peruca feita de ratos, cabeleireiro promete desfile com cadáveres em Londres

Da Redação

A semana de moda de Londres, conhecida por apresentar o que há de mais vanguardista em estilo, tem em sua programação no próximo sábado (19) o desfile do cabeleireiro francês Charlie Le Mindu, 23, que já mexeu nas madeixas de artistas como Lady Gaga, Grace Jones e Peaches, e viajou em turnê com o B-52's como hairstylist oficial do grupo.

10 COISAS

Por Charlie Le Mindu
UM CRIADOR DE MODA
"Eu mesmo"

Clique na foto para mais imagens do primeiro desfile de Charlie
UM ÍCONE DO HAIRSTYLE
"Joana D'Arc"
UM MOTIVO PARA POUPAR
"Economizo para ir à lua"
UM FILME
"'Cry-Baby' (1990), de John Waters, com Johnny Depp"
UM PROGRAMA DE TV
"Le Coeur A Ses Raisons" ("o coração tem suas razões", humorístico da TV canadense)
UMA BANDA
"Kap Bambino"
ALGO QUE VOCÊ ODEIA
"Autobronzeadores"
UMA COMIDA
"Sanduíche de foie-gras"
UM DESTINO DE VIAGEM
"Dubai. Pena que lá o homossexualismo seja ilegal"
UM PENTEADO PROIBIDO
"Detesto cabelo loiro, é tão 'sem erro'. E detesto raspado do lado."



Charlie, que é apaixonado por perucas, participa da temporada inglesa pela segunda vez. Na primeira, em fevereiro deste ano, atraiu a ira do Peta (grupo de defesa de animais) ao apresentar uma espécie de peruca-touca feita com pele de ratos (veja fotos). Nesta temporada, o cabeireiro apresentará uma coleção intitulada "Girls of Paradise" ("garotas do paraíso"), em que promete misturar materiais como cabelo natural, couro e... cadáveres. "Não posso dizer mais para não estragar a surpresa", ele contou em entrevista a UOL Estilo, por e-mail.

"Eu gosto de trabalhar só com materiais naturais em minhas coleções e estou muito empolgado com o próximo desfile, pois ele vai acontecer no Royal Festival Hall (sala de concertos na margem sul do Tâmisa, em Londres) e são esperadas 2.000 pessoas", adiantou Charlie, uma das estrelas da programação do Blow, evento de moda que apresenta os criadores novos.

O cabeleireiro é conhecido por criar penteados, perucas, chapéus e vestes interias com extensões de cabelo e outros materiais felpudos, tudo com um forte apelo gótico. "Acredito que as perucas são realmente a próxima grande onda, pois elas são incríveis e permitem que as pessoas façam coisas malucas sem estragar o cabelo de verdade", ele explica.

Suas criações já foram parar nas páginas de revistas de moda e comportamento como "Vogue" (francesa, russa e inglesa), "Dazed & Confused", "Vice", Time Out", e em clipes, como "Talk to Me", da cantora canadense Peaches (assista aqui).

Para ele, atualmente, só há duas coisas proibidas em hairstyle: cortes raspados de lado e cabelos pintados de loiro. "Acho muito chato seguir 'tendências', porque o melhor é que cada um tenha seu próprio estilo. Mas espero que as pessoas parem de pintar o cabelo de loiro, porque é uma cor muito entediante".

Nascido em Paris, Charlie se mudou para Berlim aos 18 anos e ficou famoso na cidade ao levar seu kit de coiffure para a balada, para cortar o cabelo dos frequentadores das boates. A notícia se espalhou, e ele virou nome cult na cidade, com clientes como Peaches, Chicks on Speed, Planning to Rock e Stereo Total.

Há dois anos, trocou Berlim por Londres, cidade em que vive atualmente e atende como cabeleireiro residente na loja de acessórios Tatty Devine, em Brick Lane (leste de Londres).

O cabeleirero define assim a diferença entre as três cidades: "Berlim está cheia de gente que não faz nada. Londres é ótima, mas os ingleses bebem demais. Em Paris, a comida é ótima, mas a moda francesa é uma droga. Eu sei, as grandes marcas são de lá, mas os bons estilistas, afora o incrível Gaultier, não são mais".

UOL Cursos Online

Todos os cursos