Iódice apropria-se da Amazônia para criar seu próximo inverno

FERNANDA SCHIMIDT

Do prédio da Bienal

A Iódice trouxe ares de Amazônia para o seu Inverno 2010, apresentado nesta terça-feira (19), terceiro dia de São Paulo Fashion Week, em desfile no Shopping Iguatemi.

  • Alexandre Schneider/ UOL

    Modelo usa vestido com espampa criada à mão e colar de miçangas no desfile da Iódice

A fauna plural da região apareceu explicitamente na estampas coloridas, com os temas Pássaros e Borboletas – segundo o estilista Waldemar Iódice contou do backstage, os desenhos foram criados à mão e importados da Itália – e apropriada, para desgosto dos defensores dos animais, nas amarrações em couro de peixe, em peças como o vestido preto de sarja de Samira Carvalho, ou no colete de couro de jacaré originário do Amazonas, combinado à bota de mesmo material, desfilado por Fernanad Sonai. A flora surgiu especialmente nos acessórios, como nas pulseiras de cipó e nos colares de semente de tucumã lapidadas.

 

A mulher da Iódice munirá seu guarda-roupa com uma série de leggings para o inverno, com opções em lycra emborrachada preta, em lycra com efeito de ondas, com renda em imitação de tatuagens indígenas e com bordado de paetês;

 

Os drapeados continuarão como um hit dos vestidos, revestindo peças inteiras ou detalhando golas e ombros. A modelagem é predominantemente ajustada ao corpo, com algum volume pontual, como no vestido balonê branco em jacquard de seda, em Martha Penz. A cintura, quando marcada, era alta.

 

Os tecidos traziam ainda renda bordada, plumas, paetês e aplicações de pirâmides pretas e douradas. Na cartela de cores, o preto predominou, mas deu espaço para nude, brancos, mostarda, roxos e alaranjados.

 

Ao fim, o estilista Waldemar Iódice agradeceu aos convidados vestindo uma camiseta com a estampa “Amazon Keep It Green”, algo como “Mantenha a Amazônia Verde”. Na saída, um carrinho oferecia sorvetes com sabores do cerrado.
 

UOL Cursos Online

Todos os cursos