Pucci veste mulheres que gostam de comer, beber, viver

JULIANA LOPES

Colaboração para o UOL, de Milão

“Uma mulher que goste de aproveitar a vida, que goste de viajar, de comer, de se divertir”. Com este perfil, Peter Dundas, diretor criativo da marca Emilio Pucci, definiu a “mulher Pucci” em entrevista ao UOL Estilo.

O primeiro reflexo apareceu na passarela: a atitude extremamente sexy das modelos, minuciosamente treinadas para exibir cada look de uma determinada forma na labiríntica passarela do Circolo Della Stampa, histórico edifício italiano.

  • Juliana Lopes

    Peter Dundas, diretor criativo da Pucci, diz que coleção é para mulher "boêmia"

Fendas e decotes exagerados, dramáticos, apareciam em frente e verso nas peças. Era preciso que as modelos parassem, virassem de lado e, até mesmo, se posicionassem de costas para o pit de fotógrafos para que se pudesse captar cada detalhe que deixou a coleção bastante sexy, quase trash.

No desfile, curtos extremos e justos foram intercalados com longos esvoaçantes (vermelho, inteiro em chiffon). Não por acaso, a palavra que Dundas usa para pontuar a coleção é “decadência”.

Mas, por que a palavra “decadência” se a princípio a vontade de aproveitar a vida transmite otimismo? “É decadente porque é uma mulher que tenta de tudo, é buon vivant, boêmia”, disse. Quando questionado pela reportagem se essa mulher, então, é aquela “que faz de tudo como se o mundo estivesse acabando”, Dundas respondeu com uma sugestiva risada.

 

 

UOL Cursos Online

Todos os cursos