Semana de Londres - Verão 2012

Brasil brilha em Londres com tricô e joias, junto a outras promessas da "fashion week"

ILANA REHAVIA

Colaboração para o UOL, em Londres

  • Montagem/UOL

    Montagem com looks de jovens estilistas em Londres, como Lucas Nascimento (ao centro)

O estilista brasileiro Lucas Nascimento fez sua estreia na Semana de Moda de Londres cercado de elogios. Nos últimos dias, emplacou seus elaborados tricôs em editorial da "Vogue" britânica, reportagem na badalada "LOVE" e uma lugar no ranking das dez peças mais desejadas da semana da "Grazia". “Vejam só esta fabulosa saia inspirada no "art déco" de nossa nova descoberta, o estilista brasileiro Lucas Nascimento”, escreveu a revista.

Considerado uma das revelações desta estação, Nascimento já é conhecido dos fashionistas no Brasil, onde mostrou suas criações durante três temporadas no Fashion Rio. No São Paulo Fashion Week, desfilou no comando da marca Ghetz.

A coleção que está conquistando Londres segue sua marca registrada: tramas que surpreendem e criam texturas inusitadas, mais parecidas com tecidos do que tricô.

Jovens talentos ganham destaque na semana de Londres
Veja Álbum de fotos

 

Para a Primavera/Verão 2012, o fio de algodão foi misturado à seda. A palheta mistura os tons neutros, como cinza, marinho, branco e preto, com tons pastel, quase cremosos, como o verde “pasta de dente”, nas palavras do próprio estilista. As formas brincam com o contraste entre o conservador e o sensual, inspiradas pelo minimalismo. “A coleção tem um sentimento de uma menina que está virando mulher”.

Vivendo em Londres desde 2001, mostrar suas peças na cidade onde mora passou a fazer mais sentido para Nascimento. “Meu estúdio é aqui, faço tudo aqui. Mas adoro mostrar no Brasil também, os eventos são fantásticos.”

Ele promete não abandonar as semanas de moda brasileiras e pretende desfilar sua coleção no Fashion Rio em janeiro. Para a próxima temporada londrina, Nascimento planeja um desfile de fato, na passarela: desta vez ele expôs a coleção num estande na área Exhibition, onde outras marcas e estilistas também se apresentaram.

Joias "made in Brazil"

Outro brasileiro que está despontando na capital britânica é o joalheiro Fernando Jorge, que colaborou com Nascimento em um sutiã de metal, criado para acompanhar as peças mais reveladoras da coleção.

Jorge foi um dos premiados na exposição internacional de joalheria de Londres, escolhido um dos cinco “Bright Young Gems” (Jovens Joias Brilhantes, em tradução livre), por um painel composto por jornalistas de moda dos jornais "Daily Telegraph" e "Financial Times", e das revistas "Glamour" e "Wallpaper"*.

Depois de integrar a equipe da badalada joalheira Carla Amorim, ainda no Brasil, Jorge viajou para Londres para fazer um mestrado na conceituada universidade Central Saint Martins (por onde passaram criadores como Galliano e Alexander McQueen) e por aqui ficou.

Desde que mostrou sua primeira coleção, no ano passado, ele vem sendo elogiado por joias que exploram o conceito da fluidez e dão nova vida a pedras brasileiras muitas vezes esnobadas em favor de esmeraldas, safiras ou diamantes.

Além da colaboração com Nascimento, o joalheiro também tem uma exposição em cartaz paralela à semana de moda de Londres, em conjunto com a joalheira Alice Cicolini.

Investimento em novos talentos

Considerada a menos comercial das quatro mais importantes semanas de moda (as outras são Paris, Nova York, Milão), Londres é mesmo conhecida por lançar novos talentos que depois acabam por conquistar o mundo.

 “As escolas de artes britânicas são as melhores do mundo na educação de estilistas. A cultura de faculdades como a Central Saint Martins e a Royal College of Art cria um ninho de talentos focados e competitivos, gente que quer fazer algo original”, diz a jornalista de moda Sarah Mower, da revista Vogue americana, embaixadora para novos talentos do Conselho de Moda Britânico.

Mower cita ainda iniciativas da indústria da moda para orientar e promover jovens estilistas, como o programa New Generation (NEWGEN), organizado desde 1993 pelo Conselho e patrocinado pela cadeia de lojas Topshop.

A cada temporada, o NEWGEN (ou Nova Geração, em português) escolhe um grupo de estilistas que receberá patrocínio para desfilar ou expor na semana de moda, além de orientação de negócios e a oportunidade de mostrar suas peças também em um showroom em Paris.

Ao longo dos anos, o programa vem provando que tem faro fino, apostando, antes, em nomes como Alexander McQueen, Matthew Williamson, Boudicca, Giles Deacon (que acaba de deixar a direção da Emanuel Ungaro), Christopher Kane e Erdem.

Conheça, abaixo, algumas das promessas da semana de Londres.

UOL Cursos Online

Todos os cursos