Los Angeles quer proibir novos fast-foods nos bairros pobres

LOS ANGELES, 22 Jul 2008 (AFP) - A cidade de Los Angeles deu início a um procedimento para proibir as redes de fast-food de abrir novas lojas em alguns bairros pobres, em nome da saúde pública, informou uma fonte municipal, nesta terça-feira.

A Câmara Municipal adotou hoje, por unanimidade e em comissão, um projeto que bloqueará qualquer nova instalação de fast-foods na região sul da cidade, onde vivem as minorias fortemente atingidas pela obesidade: os negros e os hispânicos.

A proibição, que ainda deve receber sinal verde da Câmara em plenária, seria válida por um ano e renovável.

Uma criança em quatro é obesa em Los Angeles. No sul da cidade, onde moram cerca de 500 mil pessoas, essa taxa sobe para uma a cada três.

Os vereadores também querem encorajar restaurantes e redes de supermercado que oferecem comida saudável a se instalarem nesses bairros carentes.

Na outra ponta do país, Nova York obrigou as redes de fast-food, recentemente, a afixar as calorias das refeições, outra medida para lutar contra a obesidade galopante.

UOL Cursos Online

Todos os cursos