Crise afeta a cadeia Starbucks, que prevê queda de suas vendas de café

  • EFE

    A Starbucks anunciou no início do mês um lucro anual reduzido pela metade

    A Starbucks anunciou no início do mês um lucro anual reduzido pela metade

NOVA YORK, 25 Nov 2008 (AFP) - A severidade da crise econômica levou a cadeia de cafeterias Starbucks a prever uma queda de sua cifra de negócios até setembro de 2009, um período que se anuncia "extremadamente difícil", segundo o relatório anual do grupo.

"Os clientes da Starbucks podem ter menos dinheiro disponível para suas compras essenciais por causa das supressões de emprego, das dívidas imobiliárias, das falências, do acesso mais difícil ao crédito e da queda dos preços imobiliários", afirma a empresa.

Nesse sentido, expressa sua preocupação com a queda da clientela em seus cafés e o consumo cada vez menor.

Depois de cair no vermelho no terceiro trimestre de seu exercício 2007-2008, a Starbucks continuou em baixa no quarto trimestre e anunciou, no início do mês, um lucro anual reduzido pela metade, num momento em que seus 'expressos' e capuchinos padecem de uma forte concorrência de cadeias de baixos preços, como o McDonald's e o Dunkin'Donuts.

A empresa de Seattle tem previsto inaugurar em dezembro mais 700 lojas nacionais e no exterior, e fechar umas vinte nos Estados Unidos.

UOL Cursos Online

Todos os cursos