Adolescentes com acne são mais propensos a pensar em suicídio

PARIS, 16 Set 2010 (AFP) - As meninas adolescentes que sofrem de acne severa são duas vezes mais propensas a pensar em cometer suicídio, e os meninos, três vezes mais do que seus amigos que não sofrem deste problema, revelou um estudo publicado esta quinta-feira.

A pesquisa, realizada com base em um questionário com 3.775 jovens noruegueses com idades entre 18 e 19 anos, traz evidências estatísticas sobre os efeitos que a acne tem na saúde mental.

Catorze por cento dos pesquisados disseram considerar sua acne importante.

Além da ideação suicida - ou seja, o pensamento em tirar a própria vida, sem necessariamente ir às vias de fato -, estes jovens são duas vezes mais propensos a sentir falta de amigos, 51% a nunca ter feito sexo, e 41% a ter um desempenho medíocre na escola.

O estudo, publicado no Journal of Investigative Dermatology, foi conduzido por Jon Anders Halvorsen, da Universidade de Oslo.

UOL Cursos Online

Todos os cursos