Anúncio de produtos para cabelo é proibido por ofender a fé cristã

Londres, 12 mar (EFE).- O órgão que regula a publicidade no Reino Unido proibiu uma campanha de anúncios televisivos de produtos para o cabelo por considerar que poderiam ofender os cristãos, informou hoje a imprensa britânica.

Nos anúncios, criados pela agência de propaganda TBWA para a firma de produtos de beleza "ghd", aparecem mulheres, algumas delas com pouca roupa, que as mãos juntas em posição de oração.

Os telespectadores podem ouvir seus desejos, tais como "Que meus novos cachos a façam morrer de inveja", enquanto aparecem alguns objetos religiosos, como um rosário e velas.

No final de cada anúncio pode-se ler "Seja feita a tua vontade", frase que, no inglês, "Thy will be doe", o T é substituído por uma cruz.

A Advertising Standards Authority (ASA) recebeu um total de 23 protestos, incluindo a Arquidiocese de Liverpool, todos queixando que os anúncios ofendem a fé cristã.

Segundo informou o periódico "The Guardian" em seu site, o regulador decidiu proibir o anúncio por considerar que a conjunção de imagens sensuais com motivos religiosos, a frase "Seja feita tua vontade" e o símbolo da cruz poderiam ferir a moral, particularmente a cristã.

UOL Cursos Online

Todos os cursos