Nova coleção da Dpot valoriza design com "alma brasileira"

da Redação

  • Divulgação

    Banco Flor de Chita, de Isabela Vecci, é uma das peças com toque brasileiro da coleção

    Banco Flor de Chita, de Isabela Vecci, é uma das peças com toque brasileiro da coleção

Puxe uma cadeira e sente-se para ouvir as novidades do mundo do design de mobiliário. A partir desta semana, 40 novas opções para deixar este momento de repouso mais agradável (tanto para o corpo como para os olhos) e mais brasileiro chegam ao mercado.

Com lançamento agendado para a próxima quarta (11), a nova coleção da loja de móveis Dpot tem como tema o "assento" (ou seja, cadeiras, bancos, poltronas, pufes, banquetas) interpretado por 30 jovens e/ou já consagrados designers brasileiros. A curadoria é da designer Baba Vacaro, que assina a direção criativa da marca e também tem móveis dentro da coleção. "O assento é um dos produtos mais difíceis de se criar, exige um grande estudo ergonômico, é um desafio técnico. Ao mesmo tempo é provavelmente o objeto com o qual passamos mais tempo", afirma.

A designer deve estar certa na sua conta. Em casa, no trabalho, no consultório médico, na casa dos amigos, é normalmente numa cadeira, numa poltrona, num banco, que a gente se acomoda para comer, trabalhar, esperar, conversar.

A nova linha é dividida em duas partes: as reedições de peças importantes da história do design de móveis brasileiro e as criações inéditas. No primeiro pacote entram nomes como os dos arquitetos Zanine Caldas (com a reedição de seis móveis da série "Móveis Artísticos Z", dos anos 40), Bernardo Figueiredo (com a cadeira Rio, dos anos 60) e Oswaldo Arthur Bratke (com a primeira edição industrial de sua cadeira de 1948), além da reedição do banco Ribs (1996), da própria Vacaro.

Na segunda parte da coleção, jovens e também conhecidos designers foram selecionados por Vacaro para incorporar a brasilidade na criação do mobiliário. "Sugeri que pensássemos um pouco a alma brasileira, criando produtos que, de alguma maneira, traduzam o nosso jeito de viver. Que sejam brasileiros sem ser folclóricos", diz.

Desta idéia saíram peças como o divertido banco com formato e estampa de flor de chita de Isabela Vecci, o banco Apapuru de Alfio Lisi (numa alusão aos bancos caipiras) e o banco Pitanga, de Alessandro Alvarenga, cujo revestimento faz referência ao bordado "casa de abelha".

Materiais

Alguns materiais são tecnológicos, como o cadeira Truck, assinada por Vacaro, que pode assumir várias formas graças ao PVC expandido utilizado, de estrutura altamente moldável e resistente. No geral, porém, o que impera é o uso da madeira, que, segundo a designer, é mais acessível e característico dos móveis brasileiros.

Embora algumas peças flertem com o aspecto artesanal, Vacaro salienta que o objetivo é industrializar todo o processo, para que seja possível fazer os móveis em série. Há, então, um cruzamento curioso do que carrega um histórico regional cultural com o que é feito por máquinas modernas e automatizadas. Um exemplo são as "casas de abelha" do banco de Alessandro Alvarenga, na verdade cortadas a laser.(Carolina Vasone)

Serviço:

Coleção Dpot 2007
Lançamento: dia 11/04
Horário: 20h
Endereço: Museu Brasileiro de Escultura (MuBE), avenida Europa, 218 - Jardim América - São Paulo - SP

Loja Dpot
Endereço: Alamenda Gabriel Monteiro da Silva, 1250 - Jardim Paulistano - São Paulo - SP
Horário: de segunda a sexta, das 10h às 19h e sábado, das 10h às 15h
Tel.: (11) 30829513

UOL Cursos Online

Todos os cursos