Centro Niemeyer, na Espanha, perde o nome do arquiteto brasileiro

  • Roberto Dias/Folhapress

    Centro Niemeyer, na Espanha, agora será chamado de Centro Cultural Internacional Avilés

    Centro Niemeyer, na Espanha, agora será chamado de Centro Cultural Internacional Avilés

Oviedo, Espanha - O Centro Niemeyer, um ambicioso complexo cultural desenhado pelo arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer no norte da Espanha, passará a se chamar Centro Cultural Internacional Avilés após as disputas entre as autoridades que o administram desde que foi inaugurado há um ano.

Niemeyer, que nesta quinta-feira (15) completa 104 anos, vê assim seu nome ser retirado do único edifício que desenhou na Espanha, cujas atividades foram suspensas nesta semana devido à polêmica.

As negociações entre a Prefeitura de Avilês e o Principado de Astúrias foram rompidas na última terça-feira (13), mas o conselheiro regional de Cultura, Emilio Marcos Vallaure, negou os boatos de fechamento do centro e garantiu que no primeiro trimestre de 2012 ou mesmo antes o local já terá programação cultural.

O governo regional das Astúrias anunciou nesta quinta-feira (15) que o Niemeyer poderia voltar a abrir já neste fim de semana, mas com a nova denominação "Obra de Oscar Niemeyer", segundo Vallaure.

Ele discursou no Parlamento asturiano, em Oviedo, e acusou a prefeita de Avilês, Pilar Valera, de romper as negociações sobre a gestão do centro por não aceitar uma auditoria externa de suas contas. Os partidos de oposição criticaram o governo pela atual polêmica.

O arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer concebeu o complexo como "uma praça aberta a todo o mundo, um lugar para a educação, a cultura e a paz", mas seis meses após sua inauguração as desavenças entre seus gerentes e o Governo asturiano o colocaram à beira do fechamento.

O Centro Niemeyer foi inaugurado oficialmente no dia 25 de março, mas estava há meses funcionando apenas parcialmente. Ele logo se transformou em uma referência arquitetônica do norte da Espanha junto ao Museu Guggenheim de Bilbao, desenhado por Frank Gehry.

A construção do Centro representou um investimento de 43 milhões de euros (cerca de R$ 104 milhões). Desde que foi inaugurado, acolheu exposições, concertos e eventos culturais e recebeu a visita de personalidades como Woody Allen e Brad Pitt.



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos