Como ligo o esgoto da minha casa na rede? E o que fazer com as águas de chuva?

Fernando Forte e Rodrigo Marcondes Ferraz

Fernando Forte e Rodrigo Marcondes Ferraz

Quando a obra ou a reforma da casa está chegando ao fim, essa é uma dúvida comum. Quem não procura ajuda ou esclarecimentos acaba na mão do encanador ou do encarregado de obra, que às vezes não sabem a forma apropriada de ligar os resíduos de sua casa nas redes coletoras. Essa ligação correta é fundamental, não apenas para sua casa, mas também para o bairro e a cidade.

Ligações de esgoto

A correta ligação de esgoto é essencial. Mas o primeiro passo é saber qual o tipo de encaminhamento que sua residência tem. Existe coleta pública de esgoto em seu bairro, em sua rua? Sua casa dispõe de uma fossa séptica, ou (em casos mais isolados, mas aumentando em quantidade) uma miniestação de tratamento?

No caso de utilizar uma fossa, a ligação é muito simples: após as necessárias caixas de inspeção e gordura, o cano se liga a fossa. Mas é muito importante que sua fossa tenha sido executada corretamente, em todos os estágios: fossa, ligações e sumidouros. Verifique com o fabricante, ou em um manual de hidráulica simples, como se realiza uma fossa adequadamente. Uma fossa inadequada pode contaminar o solo e o lençol freático.

Caso exista uma rede pública de esgoto que atenda sua casa, ótimas notícias: o esgoto da sua residência, após a ligação correta, será encaminhado pelo sistema público de sua concessionária para uma estação de tratamento e terá um impacto mais baixo no meio ambiente. É necessário entender que o esgoto de uma residência leva consigo muitos produtos nocivos ao meio ambiente – um alto índice de detergente é o mais comum. O problema mais perigoso, e infelizmente, mais corriqueiro, é a ligação do esgoto realizada na rede de águas pluviais, as águas de chuva. Esse tipo de ligação faz com que os dejetos de sua residência acabem indo parar em algum rio de sua cidade, ajudando a poluí-lo, sem falar nos problemas de mau cheiro, higiene na rede de águas pluviais e as infestações de insetos, ratos e outras pestes indesejadas.

Mas como executar a ligação propriamente dita na rede pública? Você não deve realizar a ligação física do duto de esgoto na rede pública. A concessionária que atende sua região irá realizar esse serviço para você. A responsabilidade que corresponde à sua obra é realizar o trecho interno, da sua residência, de forma correta. Esse trecho vai variar conforme o projeto de hidráulica, mas basicamente caracteriza-se em caixa(s) de gordura apropriada(s) e caixa(s) de inspeção, realizadas e instaladas da forma correta, para que seja possível inspecionar e resolver problemas com entupimento no futuro. O duto da rede pública deve estar localizado na calçada ou sob a rua, mas você não deve tocá-lo.

Cada concessionária disponibiliza um pequeno manual no qual explica onde você deve deixar o tubo para que então o responsável venha e o ligue adequadamente na rede coletora. Por exemplo, deixar o tubo coletor a 20 centímetros do meio-fio, com uma capa de papelão na ponta. Para requisitar a ligação e verificar qual procedimento sua concessionária exige, entre no site correspondente; as instruções estarão disponíveis de forma bem clara.

Águas pluviais

As águas de chuva, ou águas pluviais, são encaminhadas para a rede coletora por meio das sarjetas. A ligação de sua rede de águas pluviais é realmente bastante simples: os dutos devem seguir sob a calçada até o meio-fio, e então, em posição a favor da declividade da rua, alcançar as sarjetas. Um detalhe importante é o de realizar o último trecho, sob a calçada, com tubulação mais rígida do que o PVC branco comum, como o ferro galvanizado. O PVC branco é muito frágil, e, ao estar próximo da superfície da calçada, acaba rompendo quando um carro passa por ali. Isso resulta, alem das típicas calçadas quebradas, em possível entupimento na ponta do cano. Em uma chuva forte como as que ocorrem no verão, pode acabar em um transbordamento de sua calha ou laje.

É importante frisar que a ligação de água de chuva jamais deve ser conectada na rede pública de esgoto por algum encanador ou pedreiro desavisado. Isso gera uma série de problemas, dentre os quais o mais importante é a sobrecarga da rede pública de esgoto durante tempestades. Esse tipo de atitude é terrível para a cidade e deve ser evitada a todo custo.

Consulte o site de sua concessionária e sempre busque realizar as ligações mais corretas possíveis. Não custa nada e seu bairro e cidade agradecem muito.

Fernando Forte e Rodrigo Marcondes Ferraz

Fernando Forte e Rodrigo Marcondes Ferraz são arquitetos formados pela FAU-USP e sócios do escritório Forte Gimenes Marcondes Ferraz (www.fgmf.com.br)



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos